Download PDF

Projeto AleijadinhoQuando o crítico de arte francês Germain Bazin utiliza a expressão – o último grande santeiro medieval – ao referir-se a Aleijadinho, sente esta incorporação de elementos históricos e iconográficos no mestre mineiro e vai além, ao buscar a compreensão de genialidade do mulato artífice. Ao reunir as possibilidades da extravagante iconografia medieval, principalmente sobre os turbantes à moda turca – criada pelas gravuras de Sluter e divulgada pelo mestre florentino de Picture Chronicle, 1470, depois ampliada com a expressividade barroca do século 17, Aleijadinho expande a mítica dos profetas, inserindo-os em espaços abertos do adro, e dignificados com a perenidade material da pedra – já no início do século 19.

Mas o que seria traço de unidade entre todos os profetas, já que o artista deveria seguir a iconografia e ditames da Igreja para clareza da mensagem religiosa, em contraposição a elementos amplificadores da mensagem? Não se espera do artista barroco a criação de novas possibilidades, que o faça distinguir dos demais, mas o aprimoramento a partir do modelo indicado, no caso o da Irmandade do Santuário Bom Jesus de Matosinhos. Este primeiro indicativo de liberdade, mais distante do olhar severo das ordens religiosas, pode ser a chave encontrada por Bazin ao exaltar o conjunto escultórico como um verdadeiro espetáculo que se aproximaria de um balé.

Download PDF BAZIN, Germain
Aleijadinho e a Escultura. Rio de Janeiro : Record, 1971.


 

COSTA, Lucio.
Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. in: O universo mágico do barroco brasileiro. Emanuel Araujo (org). São Paulo : SESI,1998.


 

OLIVEIRA, Myriam Andrade Ribeiro.
Aleijadinho : Passos e Profetas. Belo Horizonte: Editoras Itatiaia/EDUSP,1984.


 

MACHADO, Lourival G.
Barroco Mineiro. São Paulo : Perspectiva, 1973.


 

TAVEIRO, Celso.
O Aleijadinho em Congonhas: as hipóteses de Germain Bazin. in Barroco. Ouro Preto : UFMG, nº 13, 1985.


 

SILVA, Soraia Maria.
Profetas em movimento. São Paulo : Edusp/Imprensa Oficial, 2001.


 

SMITH, Robert.
Congonhas do Campo. Rio de Janeiro : AGIR, 1973,

 

Dicionários

CHEVALIER, Heab e GHEERBRANT, Alain.
Dicionário de Simbolos. Rio de Janeiro : Ed. José Olympio, 1990.


 

JENNI, E. e C. WESTERMANN.
Diccionario Teológico Manual del Antiguo Testamento. Madrid : Ed. Cristandad, 1978.


 

SANCHÉZ, Tomás Parra. Dicionário da Bíblia.
Aparecida : Editora Santuário, 1997.

Download PDF

Projeto Aleijadinho

Projeto Aleijadinho

 

Download PDF

Projeto Aleijadinho